sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

SE DEUS NOS AMA POR QUE SOFREMOS?

Este é um dos assuntos mais intrigantes da vida: Se Jesus nos ama, por que sofremos? Não é simples refletir a respeito desta questão do sofrimento do justo.


Os profetas analisaram esta questão e ficaram muitas vezes angustiados com o sofrimento do justo. O profeta Habacuque, num dado momento da sua vida, ficou até desesperado ao perceber como o justo era esmagado, injustiçado e pisado pelo ímpio.

O salmista Asafe, por sua vez, no Salmo 73, entra numa crise espiritual, porque olha de sua janela e vê o ímpio prosperando, tendo saúde, amigos e ele, que pe piedoso, é castigado cada manhã, passando por lutas e provações as mais amargas.


Talvez estejamos enfrentando esta crise. Temos andado continuamente com Deus e neste momento estamos passando por dificuldades e aflições indescritíveis. Quem sabe tenhamos perdido o emprego, ou estamos lidando com dramas de enfermidade em nossa casa. Pode ser que estejamos passando por lutas emocionais ou lutas espirituais. Talvez nossa vida esteja sendo encurralada por circunstâncias adversas que fogem ao nosso controle. Talvez estejamos enfrentando como que uma avalanche que desce sobre nós e nos envolve e engole e, então, não sabemos mais o que fazer da vida.

O evangelista João, capítulo 11 de seu evangelho, fala de uma família, mas não era uma família qualquer, mas uma família a qual Jesus amava. Compunha-se de três irmãos: Marta, Maria e Lázaro. Esta família estava enfrentando um drama. Lázaro estava doente. O fato daquela família ser amiga de Jesus não impediu que ela enfrentasse a enfermidade.

O fato de sermos cristãos não significa que temos uma carta de alforria ou um cartão de imunidade das lutas e das provações da vida. Cristianismo não é uma sala vip. O Cristianismo não é um parque de diversões, nem uma colônia de férias. Nós não temos imunidades especiais. Mas temos sim imanência sobrenatural, temos a presença de Jesus conosco.

Deus está conosco no vale da dor. Deus está conosco no leito da enfermidade. Deus está conosco nas agruras, nas intempéries, nas vicissitudes, nas tempestades da vida. Mas quero lhe dizer que as crises, muitas vezes surpreendentes, que não conseguimos controlar, se agigantam, mesmo quando somos pessoas que andam com Deus, da mesma forma que aconteceu com Lázaro. Ele ficou doente e piorou, ao ponto de chegar a morrer.

Às vezes as coisas de Deus parecem não fazer sentido. Às vezes crer em Deus parece um absurdo que atenta contra a lógica mais comezinha. Parece que o sofrimento do justo é algo que atenta contra a razão, contra o bom senso, contra a fé.

Mas diz a Bíblia que Jesus vai até Betânia. E quando chega a Betânia, Marta vai ao seu encontro com amargura na alma; com tristeza no coração; talvez até com uma ponta de revolta, dizendo para Jesus: “Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão(João 11:21). Jesus olha para Marta e diz: “Teu irmão há de ressuscitar. Ela disse: “Eu sei que ele há de ressuscitar na ressurreição, no último dia. Jesus então diz para Marta: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá eternamente. Crês isto?”(João 11:25,26).

Nossas causas perdidas podem ser vitoriosas agora. Não existe causa perdida para Jesus. Não existe problema que Ele não possa resolver. Não existe situação irrecuperável para Jesus. Lázaro estava morto e sepultado há quatro dias. Era uma causa perdida para muitos, mas, para Jesus, era uma causa vitoriosa.

Para Ele não há causa perdida. Talvez pensemos: Eu já fui longe demais; estou afundado no pecado, no vício, para mim não tem mais jeito, não tem mais recuperação. Se Jesus quiser, tem jeito, porque Ele perdoa pecados, é Ele quem levanta o caído e restaura o abatido, Ele faz novas todas as coisas. Jesus pode restaurar nossa alma e salvar a nossa vida.

Ele não está longe, Ele não está indiferente. Ele não está silencioso. A aparente demora de Jesus é pedagógica. Ele sabe o que estamos passando. Quando Ele parece demorar, na verdade está trabalhando para fazer algo maior e melhor em nossa vida, porque o plano dEle é melhor que o nosso plano.

Quero dizer o seguinte: Jesus Cristo sabe o que é a dor do sem-teto, porque Ele não tinha onde reclinar a sua cabeça. Jesus Cristo sabe o que é a dor da solidão, porque na hora mais angustiante de sua vida, nem os seus discípulos mais achegados estavam do seu lado, quando Ele estava com o rosto em terra suando gotas de sangue, clamando ao Pai: “Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice!”(Mt 26:39).

Jesus Cristo sabe o que é a dor da perseguição, porque Ele foi perseguido desde a sua infância por Herodes, o Grande; foi perseguido pelos fariseus, pelos escribas, pelos sacerdotes, pela multidão.

Jesus Cristo sabe o que é a dor da traição, porque o seu discípulo em quem ele investiu, o traiu lhe dando um beijo traidor. Ele sabe o que é ser ultrajado, cuspido, zombado, escarnecido. Ele sabe a dor que passamos, que sentimos.

Ele sabe o que é a dor da enfermidade, porque a Bíblia diz que Ele foi enfermado, Ele tomou sobre si as nossas dores, as nossas enfermidades, os nossos pecados.

Jesus sabe o que é a dor da morte, porque lá na cruz do Calvário, quando Ele foi feito pecado por nós, quando foi feito maldição por nós, Ele deu um grito de desamparo: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”(Mt 27:46). E, naquele momento, Ele foi ferido. Naquele momento Ele foi traspassado. Naquele momento Ele sentiu o drama da angústia avassalando a sua alma.

Cristo sabe o que estamos passando. Porém, Ele é o Deus que restaura a nossa sorte. Jesus chega à porta da sepultura de Lázaro e diz: “Lázaro, vem para fora!”(João 11:43). E aquele que estava morto há quatro dias ressuscita. E Jesus disse a seguir: “Desatai-o e deixai-o ir”(João 11:44).

Jesus tinha um propósito em tudo isso.

O primeiro propósito de Jesus era a glória de Deus. “Esta enfermidade não é para morte, mas para a glória de Deus”. Se passamos por lutas e sofrimentos é para que Deus seja glorificado nesse sofrimento, porque a “leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação”(2Corintios 4:17).

A segunda motivação de Jesus era que os seus discípulos cressem nEle. Da multidão que estava ali, muitos creram nEle. Passamos por lutas para que creiamos, para que saibamos que Deus é amor, que Deus é bom, que Deus é fiel, que Deus é aquele que tem um plano maravilhoso para nossa vida.

E, em terceiro e último lugar, Jesus permitiu tudo isso porque Ele estava disposto a morrer em nosso lugar, em nosso favor. Naquele momento trama-se a prisão de Jesus, que culmina com a sua morte na cruz. Ele está pronto. E não somente está pronto, mas também disposto a morrer para que nós vivamos.

Quando sofremos, isso não está fora do controle de Jesus. Isso não está fora do conhecimento dEle. Isso está incluído na agenda de Deus. Faz parte do projeto de Deus. Um projeto bom, um projeto perfeito, um projeto glorioso, vitorioso e vencedor.

O sofrimento não é sinônimo do desprazer de Deus. Às vezes Deus permite que soframos, para que experimentemos da sua consolação, da sua intervenção milagrosa.

Se estamos sofrendo, se estamos angustiados, se estamos desesperados, vamos entregar a nossa causa para Jesus. Ele sabe o que está fazendo. Ele sabe quem somos, onde estamos, o que estamos passando, e Ele pode vir, trazer o socorro de que tanto precisamos.

Em qualquer lugar onde estivermos, podemos fechar nossos olhos e orar. Podemos colocar a nossa causa na parecença de Deus. Talvez nossa oração pode ser esta: “Oh Deus, em nome de Jesus, quero colocar agora nas tuas mãos a nossa causa. Senhor, toca nosso coração com as consolações do Espírito Santo. Meu Deus, enxuga nossas lágrimas. Meu Deus, restaura aquele que está caído, cura aquele que está enfermo, perdoa aquele que está caído na sarjeta do pecado, agrilhoado neste cipoal do vício, de desespero emocional, de desespero espiritual. Restaura nossa vida Senhor, restaura nosso coração, levanta nossa família, faz novas todas as coisas, e glorifica o teu nome em nossa vida, em nossa família. Oh Deus, opera agora o milagre maravilhoso do consolo, do refrigério, para que nossa família possa receber a intervenção do céu, a manifestação da tua graça. Em nome do Senhor Jesus. Amém!”.

-----

Extraído do Livro TRANSFORMANDO VIDA

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

4º Cavaleiro do apocalipse aparece no Egito

Diz em Isaias 19 1 - 4

1 Profecia acerca do Egito. Eis que o Senhor vem cavalgando numa nuvem ligeira, e entra no Egito; e os ídolos do Egito estremecerão diante dele, e o coração dos egípcios se derreterá dentro de si.
2 Incitarei egípcios contra egípcios; e cada um pelejará contra o seu irmão, e cada um contra o seu próximo, cidade contra cidade, reino contra reino.
3 E o espírito dos egípcios se esvaecerá dentro deles; eu destruirei o seu conselho; e eles consultarão os seus ídolos, e encantadores, e necromantes e feiticeiros.
4 Pelo que entregarei os egípcios nas mãos de um senhor duro; e um rei rigoroso os dominará, diz o Senhor Deus dos exércitos.

E Isaias 19 - 10

10 E os que são as colunas do Egito serão esmagados, e todos os que trabalham, por salário serão entristecidos.


O vídeo abaixo mostra uma imagem interessante que foi transmitida ao vivo e vista por todo o mundo, seria o 4º cavaleiro do apocalipse, o cavaleiro da morte? Deixo o video abaixo como uma reflexão e alerta a todos que esperam a volta de Cristo.

video

I Tessalonicenses 5:2-6.


Porque vós mesmos sabeis perfeitamente que o dia do Senhor virá como vem o ladrão de noite; pois quando estiverem dizendo: Paz e segurança! Então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que aquele dia, como ladrão, vos surpreenda; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas; não durmamos, pois, como os demais, antes vigiemos e sejamos sóbrios. Porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embriagam, embriagam-se de noite; mas nós, porque somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançarmos a salvação por nosso Senhor Jesus Cristo.

TeT

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Que Tipo de Solo é Você?


"...Um semeador saiu a semear..." (Lucas 8:5)

A semente da Palavra de Deus é sempre produtiva. O solo do nosso coração é que nem sempre é produtivo. Na parábola do semeador, Jesus aborda os diferentes tipos de solo: Solo duro. Nos tempos bíblicos, trilhas formavam um solo endurecido ao longo dos campos dos fazendeiros. Qualquer semente que caísse ali simplesmente murchava e morria. Tome cuidado, pois quando passarem por cima de você e o decepcionarem, você pode ficar endurecido; você pode desenvolver um escudo impenetrável, facilitando que Satanás venha e roube a semente da Palavra de Deus antes que ela tenha a chance de crescer. Mas a oração impedirá que isso aconteça, portanto "...façam sulcos no seu solo não arado, pois é hora de buscar o Senhor..." (Oséias 10:12). Solo superficial. Nos dias de Jesus, uma grande parte da terra que podia ser trabalhada era formada por apenas alguns centímetros de uma camada superficial de terra sobre rocha, sem espaço para a formação de raízes. Vivemos em um mundo de relacionamentos rasos, de conversas superficiais, e de momentos de oração apressada. Passamos de uma atividade espiritual a outra, sem construirmos nenhum sistema de raízes genuínas. Solo entulhado. Este solo era coberto de ervas daninhas. Não havia espaço para mais nada. A obstrução acontece com facilidade, e é perigosa por ser tão sutil. Você já reparou quantas vezes é bombardeado com garantias de que as coisas materiais lhe trarão felicidade? Como o fabricante de carros que anuncia "Você não pode comprar a felicidade, mas pode dirigi-la!" Falando sério, faça uma análise do seu solo e arranque tudo que estiver impedindo o crescimento espiritual. Quando o seu coração estiver quebrantado, a sua devoção estiver aprofundada, e a sua vida estiver livre de entulhos, você será um solo bom que produz frutos para Deus.

Danilo SaSo

Estás Desanimado?

“Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria”. (Josué 1.6)



Que sentimento mais chato é o desanimo. Você está se sentindo assim? O desânimo é um sentimento de vazio e de falta de força; ausência de energia e estagnação. Você pode até ficar desanimado de vez em quando (isso é normal), mas viver desanimado é perigoso e mortífero. A Bíblia não traz nenhuma promessa aos desanimados (muito embora sempre procure trazer ânimo para aqueles que enfraqueceram no caminho). Este versículo, em particular, o Senhor traz uma palavra para Josué, instigando-o a ser forte e ter bom ânimo. Esse sentimento Deus tem para com sua vida também. Seja forte, isto é, não permita que em sua vida haja espaço para a fraqueza. Deus não quer que você seja forte por si mesmo, você pode, mesmo fraco, encontrar forças nEle para vencer! Tenha bom ânimo. Mesmo se suas forças faltarem, seja entusiasmado! Você não precisa vencer sempre, mas pelo menos acredite sempre que Deus te dará graça para superar cada obstáculo. Espero que eu possa por intermédio desta palavra, ter injetado um pouquinho de ânimo em seu coração. Bem meu querido, por hoje é isso. Esteja orando por mim, afinal, quanto mais parceiro de oração você tiver, mais fácil fica suportar e viver o que Deus disse em (João 16:33): "No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, pois eu venci o mundo". Até mais, não se esquecendo que mesmo em meio a Guerra, você ainda pode ter Paz!


Danilo SaSo

“...Desânimo é quando o corpo levanta, mas a alma ainda continua na cama. É hora de despertar!...”

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Iraque sobe nove posições na lista dos países mais perigosos para cristãos



IRAQUE (8º) - Iraque salta de 17º para o 8º na lista deste ano na Classificação de países por perseguição (World Watch List, em inglês) da Portas Abertas, mas a Coreia do Norte continua no topo do ranking.


O Iraque subiu nove pontos na Classificação, saindo do 17º para o 8º lugar, na lista que informa com base na perseguição aos cristãos. O país sofreu o seu pior ano da perseguição aos cristãos desde a invasão de 2003 liderada pelos Estados Unidos.


A ofensiva de ataques no Iraque começou com o massacre da igreja de Bagdá em 31 de outubro, que matou 58 pessoas. O devastador ataque foi seguido por implacáveis bombardeios e tiroteios contra os cristãos em todo o Iraque, incluindo os incidentes em que os militantes invadiram casas cristãs e mataram pessoas. Uma série de dez bombas explodiu em casas de famílias cristãs em Bagdá em 30 de dezembro, matando duas pessoas e ferindo mais de uma dúzia.

Pelo menos 90 cristãos foram mortos no ano passado no Iraque, enquanto outras centenas ficaram feridos em ataques com bombas e armas, de acordo com a Portas Abertas.

Oito dos dez países mais perigosos para os cristãos são de maioria muçulmana.

"Em 55 anos trabalhando com os cristãos perseguidos, tentamos sempre responder a apenas uma pergunta - o que eles (cristãos perseguidos) precisam? A razão para fazermos a Classificação é uma resposta a esta pergunta. Queremos tornar o mundo mais consciente acerca do que está acontecendo em seu país", disse Carl Moeller, presidente / CEO da Portas Abertas Estados Unidos.

A lista anual, compilada pelo Departamento de Pesquisa da Portas Abertas Internacional, ajuda os cristãos a direcionar as suas orações. É também uma poderosa ferramenta para ajudar governos e organismos de políticas públicas a entender a perseguição aos cristãos ao redor do mundo.
A lista foi usada pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos, da Comissão sobre Liberdade Religiosa Internacional, e da União Europeia, segundo Moeller.
O relatório afirma que a perseguição aumentou em sete dos dez países no topo da lista, embora que em alguns casos a classificação dos países não tenha se alterado. O Afeganistão subiu de 6º para o 3º e o Uzbequistão, de 10º para o 9º.

Apesar de não fazer a lista dos dez melhores, a Portas Abertas destaca o Paquistão em seu relatório, observando que ele saltou de 14º para 11º neste ano.

A comunista Coreia do Norte, por sua vez, liderou a lista pelo nono ano consecutivo.
A Classificação de países por perseguição é baseada em um extenso questionário enviado pelos cotrabalhadores da Portas Abertas, líderes de igrejas e especialistas reconhecidos em 77 sociedades. O questionário analisa todos os aspectos de perseguição, incluindo o grau de restrição legal, as atitudes do Estado, como a igreja é livre de se organizar, assim como incidentes de perseguição, como igrejas queimadas, os motins anticristãos e até mesmo o martírio.


Lista dos dez países mais perseguidores:

1. Coreia do Norte

2. Irã

3. Afeganistão

4. Arábia saudita

5. Somália

6. Maldivas

7. Iêmen

8. Iraque

9. Uzbequistão

10. Laos


Oremos por nossos irmãos que estão nesses paises para que Deus os livre de todo mal renovando sua fé e esperança.

Fonte: http://www.portasabertas.org.br/