quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

A promessa da Sua vinda!



POR QUE JESUS DOBROU O LENÇO?



O LENÇO DOBRADO (João 20:7)



Por que Jesus dobrou o lenço que cobria sua cabeça no sepulcro depois de sua ressurreição?
Eu nunca havia detido minha atenção a esse detalhe.


Em João 20:7 – nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus, não foi apenas deixado de lado como os lençóis no túmulo. A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra.

Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara {João Batista} e disse ela: “Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram.”


Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis, mas ele não entrou. Então Simão Pedro chegou e entrou. Ele também notou os lençóis ali deixados, enquanto o lenço que cobrira a face de Jesus estava dobrado e colocado em um lado.


Isto é importante? Definitivamente.


Isto é significante? Sim.


Para poder entender a significância do lenço dobrado, você tem que entender um pouco a respeito da tradição Hebraica daquela época.


O lenço dobrado tem que a ver com o Amo e o Servo; e todo menino Judeu conhecia a tradição.


Quando o Servo colocava a mesa de jantar para o seu Amo, ele buscava ter certeza em fazê-lo exatamente da maneira que seu Amo queria.


A mesa era colocada perfeitamente e o Servo esperaria fora da visão do Amo até que o mesmo terminasse a refeição. O Servo não se atreveria nunca tocar a mesa antes que o Amo tivesse terminado a refeição.

Se o Amo tivesse terminado a refeição, ele se levantaria, limparia seus dedos, sua boca e limparia sua barba e embolaria seu lenço e o jogaria sobre a mesa. Naquele tempo o lenço embolado queria dizer: “Eu terminei”.


Eu não sabia a respeito.


Se o Amo se levantasse e deixasse o lenço dobrado ao lado do prato, o Servo não ousaria em tocar a mesa porque o lenço dobrado queria dizer:



“Eu voltarei!”


Ele está voltando! O recado nos foi dado claramente!
Oro para que você seja abençoado com a paz e a alegria em saber que Ele está voltando e isso pode ser muito breve.

Esteja pronto, preparado!


Deus abençoe a todos vocês que crêem!

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

*VALE A PENA*


Ninguém disse que seria fácil caminhar com o Senhor Jesus. Ele nunca nos prometeu flores!


Mudar a vida, ser santo como Ele é, requer renúncia, requer abrir mão daquilo que você sonha, deseja, ama… Abrir mão de você mesmo. É dolooroso! É difícil… Às vezes dá vontade até de desistir do compromisso de santidade que firmamos com o Pai. Afinal de contas os ímpios prosperam mesmo em pecado, e você “nada tem”. Que mal há em andar “favor da maré”? Que mal há em fazer o que “todo mundo faz”? Será que ser “radical” vale mesmo a pena? Será que Deus contempla suas renúncias, entregas, votos, lágrimas? Será que não é em vão a sua busca por SANTIFICAÇÃO?

Certo dia o rei Davi fez essas indagações ao Senhor. E do seu momento de dúvidas, ele compôs o Salmo 73, que dentre outras coisas diz: “Eis que estes são ímpios, e prosperam no mundo; aumentam em riquezas. Na verdade que em vão tenho purificado o meu coração; e lavei as minhas mãos na inocência.” (vrs.12 e13)

Porém é por um breve tempo que a dor aflige nosso coração, pois o choro, a tristeza só duram uma noite. Pela manhã, o Sol brilha. O Senhor Deus! Aleluia! E Ele mesmo diz em Jeremias 31: “Reprime a Tua voz de choro porque há galardão para as suas obras, diz o Senhor”. “Os Seus pensamentos são mais altos do que os nossos.” (Isaías 55.) Nada passa despercebido do olhar do Senhor!

Então descansa! Descansa e vê a bondade e fidelidade do Senhor em sua vida. Vê que Ele nunca o abandona e que lhe recompensará! Da Sua forma, da Sua maneira! Sempre será fiel a você até o fim! Aleluia!

Continue! Persevere! Não pare! Não desista! Pois assim Ele lhe diz: “Sê fiel até a morte e Te darei a coroa da vida” (Apocalipse 2.10.)

Quer honra maior do que essa?

Deus te abençoe!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

*A Estrela da Manhã*

Nos momentos tristes, o conforto está no ato profético de abrir as janelas e observar a estrela da manhã que aparece com todo o seu brilho


Há um novo amanhã por vir e ele está sendo preparado pelo Deus Criador de todas as coisas. Se você está triste ou abatido com alguma circunstância da vida, pare um tempinho, observe o amanhecer e entenda a representatividade que este ato tem.

Ontem, coisas terríveis podem ter acontecido, você pode ter chorado, se angustiado, se enfurecido, mas nasce um novo hoje, pronto para ser uma nova história na sua vida.

Em qualquer circunstância, eu te convido a abrir as janelas, em um ato profético, e observar a estrela da manhã surgindo no horizonte. É a estrela mais brilhante, mais vigorosa. Ela representa o próprio Cristo, uma nova vida, uma nova chance de tornar diferente todas as coisas que vinham sendo iguais.

“Temos, assim, tanto mais confirmada a palavra profética, e fazeis bem atendê-la, como a uma candeia que brilha em um lugar tenebroso, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em vosso coração”, está escrito em 2 Pedro 1.19.

Em um céu com milhões de estrelas, o brilho de uma só ofusca todo um universo. Assim são os ensinamentos de Cristo no meio de uma sociedade. Os outros podem ver o que estamos vivendo, não podemos esconder a luz da verdade em um lugar secreto.

“E ninguém, acendendo uma candeia, a cobre com algum vaso, ou a põe debaixo da cama; mas põe-na no velador, para que os que entram vejam a luz”, (Lucas 8.16.)

O nosso dever como cristãos, de ser sal e luz desta terra, nunca foi tão necessário. A estrela da manhã está no horizonte, pronta para iluminar a vida dos que a querem verdadeiramente. Seremos insensatos e não permitiremos que haja luz em mais um universo? Não, sejamos sábios e levemos aos que precisam de esperança, graça e misericórdia a resposta para todas estas questões.

Afinal, um dia abrimos as janelas das nossas vidas, e enquanto para muitos a expectativa era de uma forte tempestade, se via, com seus raios fortes, uma estrela grandiosa. Se fosse possível traduzir em palavras, aquela luz seria algo quase igual a: “Não te entristeças, eu sou o seu hoje, o seu amanhã e o resto dos seus dias, confia teus caminhos a mim”. Confie e veja.



Glórias ao Senhor!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

DEUS SEMPRE PRESENTE


Muitas vezes nós, por vivermos tantas experiências sobrenaturais com o Senhor, achamos que Ele só se manifesta, só fala de uma maneira: com raios, relâmpagos, trovões… O culto só é bom se tiver “aquele” mover! Se ouvirmos profecias e línguas estranhas. Particularmente, eu amo culto avivados, cheios do poder, mas Deus tem ministrado algo bem mais especial no meu coração nesses últimos dias: “ME VEJA NAS COISAS SIMPLES”.


Jeremias foi um homem usado por Deus para ser um atalaia na sua geração, um restaurador, um proclamador da santidade. Ele tinha visões e profetizava, tudo isso para trazer a restauração ao povo de Israel. Mas mesmo sendo tão usado, tão cheio de Deus, ele ouvia o Senhor através de coisas simples, com uma vara de amendoeira, um cinto de linho, uma panela, um oleiro trabalhando…

Esse exemplo de Jeremias tirou algumas escamas dos meus olhos e pude ver e ouvir o Senhor de maneira mais intensa e em vários momentos da minha vida, nunca antes percebidos! E mais, me fez ver a bondade e fidelidade desse Deus EMANUEL, sempre comigo, em todos os instantes da minha vida! Aleluia!

Que tal um desafio? Veja Deus nas coisas simples do seu dia, naqueles momentos mais corriqueiros, nos quais você ainda não O percebeu! Você verá como Ele cuida de você 24 horas por dia, sete dias por semana! Como Ele o ama e sempre está pertinho de você! Como Ele nuca o deixa só, pois assim Ele nos prometeu:

“Eis que Eu estarei com vocês todos os dias até a consumação dos séculos.” (Mateus 28.20.)

Sua vida nunca mais será a mesma. A minha não é mais!

Deus abençoe,

::Renata Lima

Pedagoga, Líder do Ministério de Coreografia da Primeira Igreja Batista em Pirajá – Salvador/Bahia

terça-feira, 30 de novembro de 2010

* RENOVO *

“Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegra no meu Deus, porque me vestiu de vestes de salvação, me cobriu com o manto de justiça, como um noivo que se adorna com atavios e como noiva que se enfeita com as suas jóias.”

(Is. 61:10
É um prazer imenso poder fazer parte da Igreja do Senhor! Ele nos salvou e chamou para pertencer a um povo que é exclusivamente dEle, um povo zeloso e de boas obras (Tt. 2:14). Será que temos correspondido a esse chamado do Senhor? Somos realmente um povo agradável e irrepreensível aos olhos de Deus e dos homens? Enquanto estivermos neste mundo, o nosso dever como bons seguidores de Cristo é exalar o Seu excelente perfume (2 Co 2:15) e deixar brilhar Sua luz intensa e transformadora (Jo 8:12), para que mais vidas se rendam diante da poderosa mensagem da cruz!

Alegre-se hoje por ser um cristão, pois aos retos convém o louvor (Sl 33:1). Regozijamo-nos na mensagem do Senhor e por Seu ato no Calvário! Por Seu sangue derramado de uma forma tão terrível, o Senhor Jesus nos comprou para Deus, lavando nossos pecados e garantindo-nos a entrada nos céus! Aleluia! Que imensurável amor pulsa no coração do Pai Celestial! Portanto, temos um grande motivo para nos alegrar hoje e engrandecer a Deus!

Talvez as lutas desta vida queiram sufocar nossa fé ou arrancar alegria do Senhor em nós! Saiba que nada acontece em vão. Até mesmo as dificuldades e os momentos de dor nos aproximam de Jesus! Quando somos atormentados podemos nos lembrar de que há um porto seguro para ancorar nosso pequeno barquinho – a presença de Deus. Corra para lá! Nada pode nos afastar do amor de Deus (Rm 8:35)! Nada é maior do que a satisfação que sentimos em servir a este Deus tão Poderoso!


Se você está desanimado ou longe de Jesus, já não sente mais a presença do Espírito Santo como sentia, então, dobre seus joelhos e busque agora a manifestação da graça de Deus! Não deixe que a angústia roube sua paz ou que a amargura destrua mais uma vez o seu dia! Reaja e busque sua bênção! Deus quer renovar em você o primeiro amor que agora está sufocado pelos problemas ou enterrado por tantos anos longe da Casa do Senhor! Venha para junto de Deus. Na presença dEle há abundância de alegrias e delícias eternas (Sl 16:11). Alivie-se de tantos fardos e preocupações desta vida! Ore agora e sinta o amor maravilhoso do Senhor regando seu coração, como águas que caem numa terra seca e cansada, tornando-a fértil e florida! “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.” (Jo 7:38)

Não tenha medo de confessar seus temores ao Senhor Jesus! Somente através de uma comunhão viva e contínua com Ele é que poderemos obter a verdadeira alegria de viver! Os momentos que passamos ao lado de Jesus são preciosos para que nos tornemos uma Igreja Excelente! Nosso fundamento está na Palavra dEle, em Seus ensinos e precioso exemplo! A Igreja não deve se fundamentar em homens e nem levantá-los como deuses nesta terra, pois são fracos e imperfeitos! Sigamos a Cristo – só Ele tem poder para salvar e renovar vidas que estão à beira da morte.


Não se esqueça! Jesus te salvou para que você fosse livre das trevas do pecado! Seja Noiva Amada, Igreja gloriosa, santa e irrepreensível!

“Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas.” (Ap 22:14)

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O amor de todos os dias



Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” João 3:16


Deus sempre nos convida a amar, porque ele é amor. O que é amar? Dizer eu te amo, sorrir, abraçar, falar com as pessoas que estão a nossa volta, fazer caridade, ir visitar um doente, ouvir alguém que nos pede atenção, entender quem nos fere, nos esquece, que age de forma que muitas vezes não compreendemos? Bom, acredito que tudo isso são formas de amar. Deus mostrou ao mundo enviando seu filho o significado do amor, atravéz de cristo ele nos fez ver o amor de diversas formas, mas a mais sublime foi a de dar o que tinha de mais precioso, seu único filho. O que nós temos oferecido ao nosso próximo? um amor verdadeiro, o que temos de melhor, como Deus assim fez por nós quando entregou o que tinha de melhor por amor a sua criação? Temos respeitado, tolerado, seguido o mandamento que cristo nos deixou de amar-mos uns aos outros como a nós mesmo? A Bíblia diz em Mateus 5:43, 44 “Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem.”  Que nós possamos olhar para a cruz de cristo e saber que mesmo sendo difícil amar certas pessoas e as situações que aparecem em nossa volta, ainda vale a pena amar, dar o nosso melhor, mesmo que quem receba não entenda e não seja grato por nossas ações, assim como muitos fazem não sendo gratos a Deus por tamanha prova de seu amor. O amor vence tudo, onde existe amor não há espaço para guerra, inveja, fofoca, inimizades, falsidade, intolerancia, mentira. Deus é amor e dia após dia nos convida a pratica de amar!!


Que jesus te abençoe
Teresa

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Crescendo em meio às perseguições


A Igreja perseguida é uma das que mais cresce no mundo; determinação e chamado são fundamentais para explicar tal avanço
“E sereis odiados de todos por causa do meu nome, mas aquele que perseverar até o fim, esse será salvo”, este é o texto escrito em Mateus 10.22. Ele representa uma circunstância que os cristãos estão enfrentando no mundo atual: a perseguição.

Em alguns países, os missionários são presos, torturados e obrigados a negar a Cristo. Caso não neguem, os evangelísticos são mortos por forças revolucionárias ou pelos exércitos nacionais.

Mas é de se admirar o fato de que o evangelho tenha crescido bastante nos últimos anos em países com regimes extremamente fechados e de baixa tolerância religiosa.

Na China, por exemplo, além da Igreja oficial, supervisionada pelo autoritário governo chinês, há a Igreja perseguida. Esses irmãos não se reúnem em templos gigantescos e com boa estrutura, não realizam células em casas quentes e confortáveis e não têm o prazer de partilhar um lanche após uma reunião com os seus. A Igreja escondida da China se encontra no meio das florestas, em baixas temperaturas, se encontra nas cavernas, correndo riscos de ataque dos animais ferozes e da vigilância de soldados.

Na Coreia do Norte, segundo a Missão Portas Abertas, o país que mais persegue missionários, a Bíblia é cortada em pedaços e lançada em solo coreano através de balões. Isso mostra que ninguém impede a Palavra de Deus de chegar aos que precisam dela.

Será verdade que na dificuldade, na opressão, somos mais fortes? Creiamos que sim, na China milhares e milhares de pessoas se convertem por dia, mesmo com todas as proibições religiosas. No Oriente Médio, alguns muçulmanos têm sido salvos para Cristo graças ao poder do Espírito e o trabalho de irmãos que dão suas vidas para missões. Eles são chamados para missões.

O Brasil era conhecido até o começo desse século como o país que iria iniciar um avivamento em todo o mundo. Infelizmente, hoje perguntam: “De onde virá o avivamento?” Cabe a nós, brasileiros, fazermos a nossa parte no Corpo. Vamos ajudar em missões. Ajudar em oração, em campo, ajudar com contribuições, ajudar mantendo contato com os que estão distante ganhando vidas.

Em João 16.33 está escrito: "No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. No fim, a Igreja será a vencedora.

Vamos dar conta das vidas que conquistamos nos países mais distantes que precisavam de Deus e cada um receberá o galardão que lhe é de direito por conta de seu trabalho.



Glórias ao Senhor!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

GRATIDÃO


 
Uma das maiores expressões de adoração que podemos manifestar ao Senhor todos os dias é a nossa Gratidão.


Davi nos ensina: “Rendei graças ao Senhor porque Ele é bom e a sua misericórdia dura para sempre.”

Precisamos parar para ver como tem sido a nossa oração diante do Senhor: temos apenas orado pedindo suas bençãos ou temos acordado todas as manhãs com um coração grato: pelas misericórdias do Senhor que se renovaram sobre as nossas vidas, pelo pão que não tem faltado à nossa mesa, pela nossa família, por nossa saude, pela provisão diária do Senhor em nossa vida… temos tantos motivos para agradecer mas, infelizmente, gastamos mais tempo de nossas orações lamentando e pedindo.

Até a medicina comprova que, quando temos um estilo de vida de gratidão, isso produz saúde física e emocional ao nosso corpo.

O nosso desafio é até mesmo agradecermos ao Senhor pelas dificuldades que enfrentamos no dia a dia, onde temos oportunidade de ver a glória do Senhor se manifestar em nossas vidas.

A oração de gratidão no meio da adversidade agrada o coração do Senhor.

Escolha adorar ao Senhor!


Comece diferente seu dia. Adore ao Senhor por sua vida, pelos feitos poderosos do Senhor, por sua família, pelo chamado e propósito que Ele tem e vai realizar através da sua vida, pela sua Igreja, pela sua cidade e pelo nosso Brasil.

“Suba a minha oração perante a tua face como incenso, e as minhas mãos levantadas sejam como o sacrifício da tarde. Salmos 141:2 “

Tenho certeza que você vai experimentar o SOBRENATURAL DE DEUS.


JESUS TE ABENÇOE!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Jó 28:28 Mas disse ao homem: Eis que o temor do Senhor é a sabedoria, e apartar-se do mal é a inteligência.


O livro de Jó ao meu ponto de vista é o mais fantástico da bíblia, pois diferente dos dias de hoje Jó foi provado severamente, mas em nenhum momento de sua vida murmurou, pelo contrário deu glória a Deus mesmo estando em momentos de tribulações e perdas. Jó além de fé e temor a Deus ele também tinha a confiança e amor de Deus,irmãos nos dias de hoje se chegamos a ter algum problema seja pequeno ou grande murmuramos e as vezes chegamos a esquecer que Deus está no controle de tudo porém, ao chegar esse momento meus amigos venhamos a lembrar do livro de Jó, pois o inimigo teve sim a permissão para tirar tudo de Jó, mas de tudo fez e não conseguiu arrancar de Jó a sua fé, no final Deus conferiu a Jó o dobro da prosperidade que antes tinha. Que possamos ter a fé inabalável de Jó que viveu, sofreu e venceu pela graça do Senhor e que não cheguemos a construir nossa vida exclusivamente no mundo pois o que vem de Deus está bem acima de nossas expectativas, que venhamos a buscar estar ao lado de Deus então quando nossa vida aqui se acabar iremos nos alegrar de combater um bom combate, e assim como Paulo e Jó guardar a fé e ter a certeza que estaremos na glória ao lado do Pai.  Tem algo melhor que isso?

Um ótimo final de semana com a benção de Deus

Thiago Gomes

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

S2 MEU REI S2





Meu Rei nasceu Rei.

A Bíblia diz que Ele é Rei de Sete Formas.

Ele é o Rei dos judeus - isso é um Rei étnico.

Ele é o Rei de Israel - isso é um Rei nacional.

Ele é o Rei de justiça.

Ele é o Rei dos séculos.

Ele é o Rei do Céu.

Ele é o Rei da glória.

Ele é o Rei dos reis, e Ele é o Senhor dos senhores.

Ora, este é o meu Rei!


Bem, eu me pergunto se você O conhece.


Você O conhece?

Não tente me enganar.


Você conhece o meu Rei?


Davi disse que os Céus declaram a glória de Deus, e o firmamento demonstram a obra das Suas mãos.

Meu Rei é o único de quem não existe nenhum meio de medida que possa definir Seu amor sem limites.

Nenhum telescópio potente pode trazer à visibilidade o litoral da praia de Seus suprimentos.


Nenhum obstáculo pode impedi-lo de derramar Suas bênçãos.

Bem... bem...

Ele é permanentemente forte.

Ele é inteiramente sincero.

Ele permanece para sempre.

Ele é imortalmente gracioso.

Ele é imperialmente poderoso.

Ele é imparcialmente misericordioso.
Este é o meu Rei!

Ele é o Filho de Deus.

Ele é o salvador do pecador.

Ele é a peça central da civilização.

Ele vive em Si mesmo.

Ele é augusto.

Ele é único.

Ele é sem paralelo.

Ele é sem precedentes.

Ele é supremo.

Ele é pré-eminente.
Ele é a sublime idéia na literatura.

Ele é a mais alta personalidade na filosofia.

Ele é o problema supremo na alta crítica.

Ele é a doutrina fundamental da teologia verdadeira.

Ele é a necessidade primária da religião espiritual.

Este é o meu Rei!


Ele é o milagre do século.

Ele é o superlativo de tudo bom que você possa escolher para chamá-lo.

Bem...


Ele...

Ele é o único capaz de suprir todas as nossas necessidades simultaneamente.


Ele supre força para o fraco.

Ele está disponível ao tentado e provado.

Ele sente compaixão e salva.

Ele guarda e guia.

Ele cura o doente.

Ele limpa o leproso.

Ele perdoa pecadores.

Ele absolve devedores.

Ele liberta os cativos.

Ele defende o fraco.

Ele abençoa o jovem.

Ele serve ao desafortunado..

Ele honra ao velho.

Ele recompensa ao diligente e Ele embeleza o humilde.


Você o conhece?


Bem... meu Rei é a chave do conhecimento.


Ele é a fonte da sabedoria.

Ele é a entrada da libertação.

Ele é o caminho da paz.

Ele é a estrada da justiça.

Ele é a vereda da santidade.

Ele é o portão da glória.

Ele é o mestre dos poderosos.

Ele é o capitão dos conquistadores.

Ele é o cabeça dos heróis.

Ele é o líder dos legisladores.

Ele é o superintendente dos vencedores

Ele é o governador dos governadores.

Ele é o príncipe dos príncipes.

Ele é o Rei dos reis e Ele é o Senhor dos senhores.

Este é o meu Rei!

Este é o meu Rei!

Meu Rei...

Seu ofício é múltiplo.

Sua promessa é certa.

Sua luz é inigualável.

Sua bondade não tem limites.

Sua misericórdia é eterna.

Seu amor nunca muda.

Sua Palavra é plena.

Sua graça é suficiente.

Seu reino é justo.

Seu fardo é leve e o Seu jugo é suave.


Bem...

Eu desejaria poder descrevê-lo para você... mas Ele é indescritível... Ele é indescritível.


Ele...

Ele é incompreensível.

Ele é invencível.
Ele é irresistível.


Estou tentando lhe dizer que os céus dos céus não podem contê-lo, muito menos um homem explicá-lo.

Você não pode tirá-lo de sua mente.

Você não pode afastá-lo de suas mãos.

Você não pode prolongar os Seus dias e não pode viver sem Ele.


Os fariseus não O agüentavam, mas descobriram que não podiam detê-lo.

Pilatos não achou falta nele.

As testemunhas não conseguiram fazer com que seus testemunhos concordassem sobre Ele.

Herodes não pôde matá-lo.

A morte não pôde lidar com Ele, e a sepultura não pôde contê-lo.

Este é o meu Rei!


Ele sempre foi e Ele sempre será.

Estou falando sobre... [o fato que] Ele não teve predecessor... e não terá nenhum sucessor.

Não havia ninguém antes dele... e não haverá ninguém após Ele.

Você não pode depô-lo... e Ele não irá renunciar.

Este é o meu Rei!

Louve ao Senhor...

Este é o meu Rei!


Teu, teu é o reino... e o poder... e a glória.


Yeah... todo o poder pertence ao meu Rei.

Nós ouvimos falar por aqui de poder negro e poder branco e poder verde, mas o poder é de Deus.


Teu é o poder. Yeah... e a glória.


Tentamos conseguir prestígio e honra e glória para nós mesmos, mas a glória é toda dele.

Yeah...

Teu é o reino... e o poder... e a glória... para sempre... e sempre... e sempre... e sempre.


Quão longo é isso?


E sempre... e sempre... e sempre... e sempre.

E quando você passar por todos os para sempre... então Amém!



O rei dos reis te abençoe ricamente!!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

ALEGRIA VERDADEIRA EM CRISTO

“A Alegria do Senhor é a nossa força”. Ne 8:10.


Definição: ALEGRIA pode subentender qualquer grau de bem-estar, desde o simples contentamento ou ausência de tristeza, até a experiência mais intensa de alegria ou realização.

ALEGRIA do ponto de vista bíblico: É um sentimento mais profundo do que a dor ou prazer, não é limitada pelas circunstâncias externas nem vinculadas exclusivamente a elas. A ALEGRIA É UM DOM DE DEUS.

Tanto no Antigo Testamento como no Novo, a alegria é apresentada como uma marca que consiste no indivíduo e na comunidade cristã. É uma qualidade de vida, e não simplesmente uma emoção passageira. A alegria não é uma conseqüência isolada ou ocasional da fé, é uma parte integrante do relacionamento que a pessoa tem com Deus. A plenitude da alegria vem quando há um sentimento profundo da presença de Deus.

O QUE VOCÊ VE QUANDO SE OLHA NO ESPELHO? (Pv 15:13; 17:22).

A tristeza excessiva nos incapacita para a realização de nossos deveres. Há famílias que ainda vem a Igreja, tem suas participações, são dizimistas, contudo, não tem ânimo nem prazer no que fazem.

O coração jubiloso torna os passos mais leves, a alegria aumenta nossa eficiência. É bom cultivar a santa alegria.

QUAIS OS VALORES QUE TRAZEM CONSIGO O CONTENTAMENTO E A ALEGRIA?

A alegria vem àqueles a que são perdoados os pecados: As pessoas podem tocar tambores, cantar e dançar, mas se seus corações estiverem vazios sua alegria não será permanente. A alegria verdadeira tornar-se uma possibilidade real somente quando o homem tem um relacionamento apropriado com Deus.(Lc 10: 20). A alegria é resultado final de nossa salvação, é a manifestação exterior de um bem-estar íntimo.

A alegria vem àqueles que aprendem como se relacionar com outras pessoas: Pode ser dito que um indivíduo é rico ou pobre de acordo com a qualidade de seus relacionamentos pessoais. A fé cristã sempre foi relacional, Deus se relaciona conosco pela graça mediante a fé, e nos capacita a nos relacionarmos uns com os outros, em amor.

A alegria vem àqueles que possuem verdadeira sabedoria: O indivíduo que possui uma verdadeira sabedoria refletirá um equilíbrio sadio em sua vida (Fl 4:5-9). Tal equilíbrio inclui uma profunda aceitação de si mesmo, dos outros e da vida (12). O indivíduo sábio não se dedica a questões superficiais, nem periféricas, a sua vida é uma vida de fé, admiração, gratidão e esperança.

Do ponto de vista psicológico: O indivíduo não pode experimentar a alegria enquanto está preocupado com sua própria segurança, prazer ou interesse.

Há estudos sobre enfermidades emocionalmente induzidas que afirmam que 85% de doenças de nossos dias tem causas emocionais. Um indivíduo preocupado em si mesmo a ponto de não colocar de lado suas defesas e formar amizades profundas ou corresponder à vida de modo espontâneo experimentará pouca ou nenhuma alegria. A insegurança e desconfiança causam enfermidades reais. Comprimidos ou qualquer outra alternativa nunca curarão a amargura de espírito.

A alegria e o bom humor é remédio (Pv 17:22, Is 61:3), somente Cristo pode mudar o pranto em alegria (Sl 16:11; 30:11; Is 35:10; Jo 15:11).

A ALEGRIA NÃO DISTORCE A REALIDADE: (Lc 1:35-55)

Maria & Isabel

Isabel, uma idosa (70 anos), casada e estéril.

Maria, jovem, solteira e grávida.

Elas que não distorceram a realidade e seus riscos, mas conservaram a alegria numa situação difícil. Isabel foi cheia do Espírito quando sentiu em seu ventre uma agitação de alegria (41, 44).

Maria por sua vez conserva seu coração cantando diante de todos seus obstáculos (46, 47).

A alegria não exclui a dor, desafios e os infortúnios que a vida nos traz, a alegria do crente independe das circunstâncias em que se vive. Junto a Cristo, é possível transbordar de alegria mesmo estando com o coração partido, a tristeza não nos domina como aqueles que não tem esperança. Nossa esperança é como uma âncora que nos prende ao invisível e não pode ser envergonhada. (Hb 6:18-20).

Poderíamos mantermos nossas cabeças erguidas, cantarmos e sermos cheias do Espírito? Poderíamos conservar nossa alegria, a despeito de toda e qualquer circunstância?

À medida que a alegria permear nossas almas, nossa força será renovada. Devemos desejar profundamente que a alegria do Senhor cresça em nossas vidas.

"na presença do Senhor" até a tristeza salta de alegria. ...

Jesus te abençoe!!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Não Se Apavore Eu Te Guio

Quantas vezes na vida enfrentamos situações que ficamos simplesmente apavorados! E o apavoramento surge exatamente pelo fato de não sabermos o que fazer; a quem recorrer e para onde ir.


Todavia, quando abrimos nossos olhos e corremos para Deus a fim de tê-lo como nosso Senhor, a bíblia promete: “Deus é o nosso Deus para todo o sempre; ele será o nosso guia até o fim”. Salmos 48:14



Eu fico emocionado com este texto. Nele Deus afirma: Eu sou o seu Deus para sempre! Eu não serei seu Deus apenas nos bons momentos da vida; Eu não serei seu Deus apenas quando os ventos são favoráveis; Eu serei seu Deus para sempre!

Isto inclui os períodos que intitulamos como ruins. E o texto é claro: Ele será o nosso guia até o fim. Veja; Deus está comunicando uma mensagem clara: “Não se apavore eu te guio”.

Preste atenção ao fato que Ele não nos guiará durante um pedaço do caminho; Ele não permanecerá nos orientando apenas por algum tempo. O texto é enfático: Ele nos guiará até o fim!

Como você verá, não demorará muito tempo para você concluir o que Moisés concluiu em Deuteronômio 1:31 “Vocês viram como o nosso Deus nos levou pelo deserto, como um pai leva o seu filho, e nos guiou o tempo todo até que chegamos a este lugar.”

E este guiar, abrange pelo menos dois aspectos: O primeiro é que ele nos dará Direção para as coisas imediatas da vida. Ele nos guiará diariamente nas pequenas decisões da existência. O segundo aspecto se relaciona ao fato que Deus nos dá Direção para os rumos da nossa vida. Neste aspecto vemos o apontamento para as direções gerais na vida a longo prazo. Isto fica claro no Salmos 119:105. A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho.

Deus através de sua palavra, a Bíblia, nos guia nos passos do dia a dia – Ela é a lâmpada - ou seja, ela nos guia nas pequenas decisões, como também nos norteia nos rumos para a vida toda – Ela é a luz que clareia meu caminho.

Em Isaías 48:17, Deus se torna explícito sobre este assunto: "Eu sou o Senhor, o seu Deus, que lhe ensina o que é melhor para você, que o dirige no caminho em que você deve ir.

Existe uma decisão que você precisa tomar hoje? Você está enfrentando uma situação contraditória em seu trabalho e não sabe o que fazer? Em sua família existe um problema e você está em busca de uma solução? Escute o que Deus está falando: “Não se apavore eu te guio”. Se você parar e me buscar de todo coração, eu vou ensinar a você o melhor para cada situação da sua vida. Eu vou dirigir seus passos por todo caminho em que você deve ir. Como um pai guia seu filho eu guiarei você. “Não se apavore eu te guio”.

Pr J. Jacó Vieira

Jesus te abençoe!!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

* Voando alto *



Baseado em fatos reais, essa história é uma inspiração para todos aqueles que precisam acreditar em seus sonhos




Numa manhã de muito movimento no aeroclube de uma pequena cidade do interior, a presença de um menino chamou a atenção de todos os frequentadores daquele lugar. Roupas surradas, sapatos velhos e uma pequena mala nas mãos. O garoto parecia não se incomodar com a elegância daquelas pessoas ou com o que elas pensariam dele.

O olhar do menino tinha um foco. Ele estava seduzido pelas aeronaves. Ao se aproximar de uma delas, logo foi indagado por alguém.

- Posso te ajudar, rapaz?
Mesmo sem graça, o menino continua obcecado pelo avião e ainda que tímido responde:

- É que eu amo tudo isso, senhor.

- Onde você mora, menino?

- Sou de outra cidade, senhor. Vim até aqui só pra ver os aviões.

- Mas e sua família? Por que essa mala nas mãos?

- Eu não tenho pra onde ir.

Com pena do menino, aquele homem, um dos responsáveis pelo aeroclube, ofereceu a ele um pequeno quarto, vazio há muito tempo.

- Você pode ficar aqui e trabalhar com a gente. Precisamos de alguém para limpar esse local.

O menino se alegrou, mas enquanto agradecia logo foi alertado:

- Você não pode ficar perto desses aviões, rapaz. Eles são muito caros e tem donos.

Claro que isso era impossível para um apaixonado por aquelas máquinas.

Todas as manhãs, ele fazia questão de limpar a sala onde alunos do curso de pilotagem recebiam as instruções teóricas. Ele tinha sede por aprender e o professor notou isso. Depois de uma reunião entre os sócios, decidiram dar à Luizinho a oportunidade de também participar das aulas, mesmo não tendo nenhuma condição de pagar por elas.

Aos poucos aquele menino, que tinha muitas desvantagens em relação aos outros, foi se destacando. Ele respondia a todas as perguntas e se mostrava cada vez mais aplicado até que se tornou o melhor aluno da sala.

Depois de alguns meses, o curso teórico chegou ao fim. A próxima etapa era a parte prática, mas Luizinho não tinha dinheiro para pagar pelas aulas, que por sinal eram muito caras. Enquanto os colegas de sala voavam, ele continuava limpando o aeroclube. Aquela situação incomodou um dos sócios, um homem humilde que trabalhou muito na vida até se tornar um grande empresário da área de comunicação. Sensibilizado, ele ofereceu o próprio avião para que Luizinho aprendesse a pilotar. Demorou muito, mas o menino conseguiu concluir o curso e recebeu o tão sonhado registro. Luizinho agora era um piloto de verdade. Depois de agradecer a todos e principalmente ao empresário amigo, o rapaz partiu e nunca mais foi visto naquela cidade.

Trinta anos mais tarde, o filho do empresário foi fazer uma grande viagem. Assim como o pai, o jovem também era apaixonado por aviação. Tanto que quando embarcou na imponente aeronave ficou totalmente vislumbrado. Era o maior avião que já tinha visto em toda sua vida. Ele não conteve o entusiasmo e logo chamou a comissária de bordo.

- Moça, posso conhecer a cabine do avião?

- Sinto muito, mas depois dos atentados terroristas aos Estados Unidos, não podemos mais fazer isso.

- Perdão, moça. É que eu sou um caipira apaixonado por aviões.

Depois de ouvir o jovem dizer o nome da cidade de onde ele era, a aeromoça saiu e logo voltou.

- O senhor pode me acompanhar, por favor.

O rapaz seguiu a comissária até a cabine do grande avião e logo foi recebido pelo comandante do voo.

- Bom dia. Disse o comandante.

- Bom dia.

- A comissária me disse sobre a cidade onde você mora. Você faz o que lá?

- Cuido das empresas do meu pai. Respondeu o rapaz, sem entender nada do que estava acontecendo.

- O que o seu pai faz?

- Ele tem emissoras de rádio.

Nesse momento a voz do comandante começa a ficar embargada e quando ele pergunta o nome do pai do rapaz, tem uma grande surpresa. Chorando de soluçar ele diz:

- Muito prazer. O meu nome é Luizinho. Você é filho do homem que me ensinou a voar.

Pra muitos, esse encontro pode ter sido apenas uma feliz coincidência, mas para mim, que ouvi a história contada por um de seus personagens, essa é a prova mais real de que tudo é possível quando se sonha.

Mas Luizinho mostrou pra gente que não basta sonhar. É preciso estar perto das oportunidades, mesmo que elas pareçam tão distantes. Não importa se tem muita gente a sua frente e se você está em desvantagem em relação a todos os concorrentes. Pode até demorar, mas se você persistir, vai chegar o dia que Alguém vai olhar para o seu sonho e te dar a chance de voar mais alto.

Paz e sucesso!

:: Por Juliano Matos

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

* CORAÇÃO QUEBRANTADO *


Salmo 51:17 diz


“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.”

Podemos ver neste texto que o Senhor resiste a um coração endurecido, que não se rende, que não se entrega totalmente a Ele.

Muitas vezes estamos vivendo tantas dificuldades porque estamos “lutando com Deus”, querendo que Ele faça a NOSSA vontade e não nos submetendo a Ele para que a SUA vontade seja feita em nossas vidas.

É mais fácil buscarmos o caminho largo da murmuração, do desânimo, da desistência. Nossa vontade muitas vezes nos impede de ver o que precisamos, porque somente nos prendemos ao que desejamos.

Nem sempre o que desejamos em nossa vida é o que será bom para nós.

O Senhor espera que tenhamos um coração que descansa e confia nEle. E isso muitas vezes vai contra nossas expectativas e desejos do nosso coração.

Você pode perguntar: mas como posso ter um coração quebrantado? Como posso me render? Como saber o que Deus tem para minha vida, família, sonhos, ministério e futuro?

No mesmo Salmo 51, Davi nos ensina como devemos orar:

no versículo 10 ele ora : Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto, um espírito disposto a te obedecer.

Se pudéssemos falar de um segredo, ou um princípio para uma vida vitoriosa, poderiamos com certeza afirmar: um coração quebrantado.

O Senhor nos sustenta, fortalece e ensina a vencer as dificuldades quando nosso coração está totalmente voltado e dependente dEle.

Deus nos fala em sua palavra: “Porque para Deus nada é impossível. (Lucas 1:37)

Mas ele respondeu: As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus. (Lucas 18:27)

Renda-se ao Senhor Jesus!


Medite em Jeremias 18:1 a 6

Jesus te abençoe!!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

A prioridade da igreja nessas eleições presidenciais não é votar

Não quero, com este artigo, estimular os cristãos a não votarem. Todos os cidadãos devem votar, exercendo o seu direito de escolher os seus representantes. Não obstante, desejo reiterar que as armas da nossa milícia não são carnais (2 Co 10.4). A arma principal da igreja não é a militância política nem o voto.


Precisamos de evangélicos sérios, honestos, para nos representar no senado, na câmara federal, nos Estados, etc. Mas não é isso que vai deter a ação do Maligno. A nossa luta não é contra carne e sangue, e sim contra principados, potestades, hostes espirituais da maldade e príncipes das trevas deste século, nos lugares celestiais (Ef 6.11,12). E, para esse combate, temos armas adequadas (vv.13-18).

É claro que existem leis terríveis contra a igreja, a família, a vida, a liberdade de expressão, como muito bem nos tem alertado o lúcido e equilibrado pastor batista Paschoal Piragine (foto). Os líderes que demonstram preocupação quanto a isso estão cobertos de razão. Por outro lado, não podemos pensar que a solução de todos os nossos problemas está em não votarmos em um determinado partido político.

Como eu já declarei, nunca votei no PT e não votarei na senhora Dilma Rousseff. Conheço bem os seus ideais, que se contrapõem à Palavra de Deus. Por outro lado, o fato de Marina Silva ou José Serra vencerem as eleições presidenciais não será suficiente para impedir que as tais leis contrárias à família, à vida e à liberdade de expressão sejam aprovadas.

Marina Silva é evangélica e assembleiana. Mas, se eleita, terá de governar para todos, e não para os evangélicos. O mesmo se aplica a Serra, a despeito de não ser ele evangélico. Quanto à candidata Dilma, que deve vencer (talvez em primeiro turno), ela dará continuidade, pelo que tudo indica, à agenda de Lula, do PT e do liberalismo.

Os evangélicos não devem mesmo votar em candidatos ligados a partidos que, declaradamente, são favoráveis ao aborto e contrários a ideais que Deus, em sua Palavra, estabeleceu para a família. O candidato ou partido favorável ao aborto deve ser descartado de imediato, sem discussão. Isso, inclusive, deveria valer para um certo bispo evangélico (evangélico?), dono de uma rede de TV... Vejo cristãos afirmando: “Vamos boicotar a Globo”. Mas, o que dizer da emissora do tal bispo, o qual apoia de modo peremptório o aborto?

Penso que nós deveríamos estar, nesses dias tão difíceis, orando, jejuando pela nação, mas também apresentando a verdade do Evangelho, pregando contra o pecado. As armas da igreja são, prioritariamente, espirituais. Mas isso não nos impede de votar. Em candidatos evangélicos? Não, necessariamente.

É evidente que, se houver gente nossa, irmãos compromissados com o Reino de Deus e preparados para o cargo almejado, devemos sim votar neles. Eu mesmo conheço irmãos em Cristo que merecem o meu voto, por serem capazes e terem um bom testemunho. Contudo, há também os oportunistas, movidos por intere$$e$ outro$, os quais se valem da ingenuidade do povo evangélico para se elegerem.

O REINO DE CRISTO NÃO É DESTE MUNDO; não é político (Jo 18.36). Muitos evangélicos querem dominar o mundo, dominar o Brasil politicamente. Quando lemos Atos dos Apóstolos, vemos que nem a igreja primitiva conseguiu isso! Ela foi uma igreja vigorosa, seus líderes caíam na graça do povo, influenciando positivamente governos e “sacudindo” o mundo. Mas ela foi perseguida. Por quê? Porque não se omitiu. Ela pregou um Evangelho cristocêntrico, confrontador, e não esse evangelho do entretenimento, contextualizado, agradável, antropocêntrico, que a igreja brasileira está pregando.

Estamos com medo de perder a liberdade, apavorados com a possibilidade de sermos perseguidos... Então, a solução é votar contra os inimigos. Certo? Errado! Primeiro, a igreja não deveria estar com medo. Ela deveria fazer a sua parte, usando as armas da sua milícia, que são poderosas em Deus (2 Co 10.4,5; Lc 10.19). A igreja primitiva, ao ser perseguida, orou a Deus — orou, mesmo! —, e os crentes foram cheios do Espírito e anunciavam com ousadia a Palavra de Deus (At 4.29-31).

EM NOSSOS DIAS, PARECE SIMPLISTA, SIMPLÓRIO, CONVIDAR OS IRMÃOS A ORAR PELA NAÇÃO, PELOS GOVERNANTES... Contudo, em 1 Timóteo 2.1-3, temos a seguinte promessa, ligada à oração: “Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens, pelos reis e por todos os que estão em eminência, PARA QUE TENHAMOS UMA VIDA QUIETA E SOSSEGADA, em toda a piedade e honestidade”.

Vote, meu irmão; exerça o seu direito como cidadão. Não vote em candidatos declaradamente contrários à vida, à família, à liberdade de expressão. Mas lembre-se de que você tem armas muito mais poderosas do que o voto. Você é diferente das pessoas do mundo. Há um tesouro dentro do seu coração (2 Co 4.7; Jo 14.23), bem como uma espada do Espírito, em uma de suas mãos, e um escudo da fé, na outra (Ef 6.16,17).

Caro líder, não seja frouxo no dia da angústia (Pv 24.10). Fortaleça-se no Senhor (Ef 6.10). Você tem um cinto da verdade devidamente afivelado, o qual segura bem a espada do Espírito (a Palavra de Deus). Além disso, tem uma couraça da justiça, está calçado com a preparação do Evangelho e possui um capacete da salvação na sua cabeça (vv.14-17).

Meus queridos irmãos, ante as ameaças contra a igreja que estão sendo divulgadas na Internet, não nos esqueçamos de orar em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito (Ef 6.18), para que possamos “estar firmes contra as astutas ciladas do diabo” (v.11).

Em Cristo,

Ciro Sanches Zibordi

Fonte:  http://cirozibordi.blogspot.com/search?updated-min=2010-01-01T00%3A00%3A00-08%3A00&updated-max=2011-01-01T00%3A00%3A00-08%3A00&max-results=50

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

COLHEMOS O QUE PLANTAMOS

Esta é a história de um fazendeiro bem sucedido. Ano após ano, ele ganhava o troféu ? Milho Gigante? da feira da agricultura do município. Entrava com seu milho na feira e saía com a faixa azul cobrindo seu peito.

Seu milho era cada vez melhor. Numa dessas ocasiões, um repórter de jornal, ao abordá-lo após a já tradicional colocação da faixa, ficou intrigado com a informação dada pelo entrevistado sobre como costumava cultivar seu qualificado e valioso produto.

O repórter descobriu que o fazendeiro compartilhava a semente do seu milho gigante com os vizinhos.



- Como pode o senhor dispor-se a compartilhar sua

melhor semente com seus vizinhos, quando eles estão

competindo com o senhor a cada ano? - indagou o repórter.



O fazendeiro pensou por um instante e respondeu:


- Você não sabe? O vento apanha o pólen do milho

maduro e o leva de campo para campo. Se meus vizinhos

cultivam milho inferior, a polinização degradará

continuamente a qualidade do meu milho. Se eu quiser

cultivar milho bom, eu tenho que ajudar meus vizinhos

a cultivar milho bom.


Jesus te abençoe!!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

* CONFIAR EM DEUS *


“Os que confiam no SENHOR são como o monte Sião, que não se pode abalar, mas permanece para sempre. Como os montes cercam Jerusalém, assim o SENHOR protege o seu povo.” (Salmo 125: 1-2)


“Aquele que habita no abrigo do Altíssimo e descansa à sombra do Todo-poderoso pode dizer ao SENHOR: Tu és o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus em quem confio.” (Salmo 91: 1-2)

É muito fácil abrir a boca e dizer que confiamos em Deus, que sabemos que Ele nos ama e que Sua mão está sobre nós. É muito fácil ver alguém numa situação difícil, particularmente complicada e dizer: “Confie em Deus”. É muito fácil escrever um post, ou cantar um louvor que fala em confiar em Deus, até mesmo é muito fácil ministrar algo sobre confiar em Deus, o que não é fácil é entregar tudo nas mãos de Deus quando as coisas saem de nosso controle. Não é fácil admitir que não podemos fazer nada para mudar a situação, tudo bem, pode ser até fácil para algumas pessoas, mas o fato de não ter o controle de uma situação nos deixa angustiados, desconfortáveis, amedrontados, enfim, ficamos desesperados quando percebemos que não temos o que fazer.

A situação difícil não precisa necessariamente ser algo terrível, mas uma situação com a qual não estamos acostumados, ou uma situação em que nos expomos ao ponto de derrubar todas as nossas barreiras de auto-proteção. Perceber que estamos expostos é sempre muito angustiante, e em muitas pessoas provoca pânico, descontrole, estresse, ou qualquer outra coisa do tipo. Há também situações que nos entristecem, que nos irritam, que nos magoam, enfim, há situações que nos deixam vulneráveis.

Nesse tipo de situação, infelizmente, é muito comum que nos voltemos para Deus enchendo-O de perguntas ou então O culpando por algo que nos aconteceu. Temos muita facilidade em culpar Deus pelos problemas que nós mesmos criamos.

É fácil louvar, adorar e agradecer a Deus quando tudo em nossa vida está dentro de nossas expectativas, quando tudo dá certo, ainda que não tenhamos tanta capacidade para agradecer a Deus pelas coisas boas que nos acontecem. Infelizmente, muitas vezes percebemos que conhecemos Deus apenas de ouvir falar dEle, e não por um relacionamento direto.

Situações difíceis servem para moldar o nosso caráter cristão. Nos conhecemos melhor quando passamos por dificuldades, conhecemos melhor os nossos amigos quando passamos por dificuldade. As provações pelo que passamos nos aproximam mais de Deus, pois, tendemos a acreditar que somos auto-suficientes em tempos aonde tudo vai bem, e isso nos afasta de Deus.

“Elevo os meus olhos para os montes. De onde me virá o socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra.” (Salmo 121: 1-2)

Deus quer que entreguemos tudo nas mãos dEle, Ele quer que confiemos nEle. Deus quer confiança incondicional. Como Ana, que mesmo estéril e sendo constantemente alvo de provocações da outra esposa de seu marido, reconheceu a grandeza do SENHOR quando foi ao Santuário do SENHOR fazer seu voto com Deus. Também como Abraão, disposto a sacrificar Isaque, por ordem de Deus, o filho de sua velhice e da esterilidade de Sara, filho que o próprio Deus os tinha dado quando não mais podiam ter filhos.

A mesma confiança que Davi tinha no SENHOR, confiança esta cantada em muitos salmos, como no Salmo 23: 1: “O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.” A confiança que Elias tinha no SENHOR, quando afirmou que o deus (O SENHOR ou Baal) que respondesse com fogo, este seria o Deus Único e Verdadeiro, perante todos os profetas de Baal. A mesma confiança de Jó, que perdeu tudo o que tinha, mas não renegou a Deus e depois foi abençoado duplamente. A mesma confiança de Daniel, que mesmo proibido, por decreto real, de orar, continuava orando ao SENHOR, sendo jogado na cova dos leões por isso e saindo vivo, pois Deus mandou anjos que fecharam a boca dos leões.

Confiança incondicional também tiveram Paulo e Silas que por terem expulsado o demônio do corpo de uma menina supostamente vidente (o que desagradou aos que lucravam com ela) foram açoitados em praça pública e depois presos, e mesmo amarrados e sentindo muitas dores louvavam a Deus dentro do cárcere.

Esses são alguns exemplos de homens e mulheres que confiaram em Deus independente da condição em que se encontravam. Homens dispostos a morrer pela sua fé, para levar o evangelho a todos quanto pudessem, como os apóstolos e muitos cristãos no decorrer da história.

“Os que confiam no SENHOR renovarão as suas forças e subirão com asas como águias, correrão e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão.” (Isaías 40: 31)

Esse é o tipo de confiança que precisamos ter, reconhecer que o SENHOR é o criador de tudo, que Ele é todo poderoso, e que nada nos faltará, que o socorro vem dEle, no momento que Ele considerar correto. Que abrigados sob Suas asas estamos seguros.

Independente da situação precisamos lembrar que Deus nos ama, que Ele não quer o nosso mal, e que o que estamos passando não é maior do que o Deus que servimos. Precisamos descer do nosso degrau da auto-suficiência e admitir que não somos nada além do pó da terra. Enquanto pensamos e agimos como se pudéssemos reverter a situação Deus não age, pois, Ele não se intromete (pois nos deu o livre arbítrio), Ele espera pelo nosso pedido de socorro, e então Ele age, no tempo dEle.

Confiar em Deus é também um exercício de paciência. No mundo agitado que vivemos, onde o tempo é precioso, ou melhor, é dinheiro, aonde as notícias chegam muito rápido, aonde as últimas novidades dura pouquíssimo tempo, é difícil pensar em esperar por algo. Mas Salomão nos adverte em Eclesiastes 3: 1: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.”

Deus tem o tempo correto para agir, não muitas vezes não entendemos isso porque somos limitados, como Isaias 55: 9 afirma: “Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.” Precisamos esperar com paciência: “Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração.” (Romanos 12: 12)

Enfim, ser cristão não é fácil, e Jesus nunca disse que seria, pelo contrário ele orou ao Pai em nosso favor: “Não peço que os tire do mundo, mas que os livre do mal.” (João 17: 15). Ainda assim, nos momentos de tribulação, de lutas, de grandes problemas, lembre-se destas palavras:

“Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam.” (Tiago 1: 12)


“O choro pode durar uma noite inteira, mas a alegria vem pela manhã” (Salmo 30: 5)

Jesus te abençoe!;)

terça-feira, 31 de agosto de 2010

JESUS




"Do Senhor é a terra e a sua plenitude; o mundo e aqueles que nele habitam" (Salmos 24:1).



Somos do Senhor e isso alegra o nosso coração. Ele nos ama e, em Seu amor, somos muito abençoados. O que mais poderíamos desejar?
 
 

A VIDA PRECISA SER VENCIDA DIARIAMENTE


Saiba vencer com cautela

Um mundo atual vive em guerra. Por que não dizer que as pessoas vivem guerreando umas com as outras. Aparentemente, proclama-se a paz, entretanto, dentro de si existe uma luta interna. Essa batalha pode ser individual, você consigo mesmo. Pode ser entre semelhantes, entre irmãos, entre parentes, entre vizinhos ou no mais acirrado entre os inimigos.

A guerra precisa ser limpa, sincera, franca. Quando você parte para a luta, trabalha, esforça-te, para ver um mundo melhor. Então, tem-se uma guerra do bem mostrando o seu lado positivo. Porém, o mal batalha em seu desfavor, para atingir o seu desígnio , ou seja, a destruição, a decadência da criatura, o afastamento total do seu Criador. Induzindo o homem aos ideais de independência e descrença no seu Sustentador.

O Homem em sua forma global guerreia-se com os seus inimigos espirituais: o medo, a ansiedade, a preocupação, etc. Numa luta cotidiana tête-à-tête, muitas vezes, ele olha, e não encontra o seu Libertador.

Porém, na luta do dia-a-dia você não estará sozinho. Você deixado tem de usar suas armas principais, primeiro, é preciso crer que a sua oração é ouvida. Você crer? Eu creio, pois já experimentei. E só posso dizer naquilo que creio.

Quando você fala, Ele escuta. Quando você pede, você recebe. Veja, Ele pode tudo. Quando o Senhor criou a luz, Ele diz: “Haja luz”, e houve luz. Então, meu amigo, expresse sua fé, crendo, que Ele existe e é abençoador dos que o buscam. Ele abençoa com bênçãos. Espantem aqueles pequenos inimigos do homem, pelo seu escudo ( a FÉ) e em nome do Senhor Jesus.

Jesus abençoe sua vida!!
(Autor : Elcio Cunha)

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Jesus Ofendeu Alguém?

Jesus é nosso modelo de caráter, liderança e equilíbrio. Normalmente, pensamos nele como uma pessoa calma, meiga, contida. Era aquele que não contendia, nem gritava, que não esmagava a cana quebrada nem apagava a torcida que fumegava (Mt 12.19,20; Is 42.1-4). Entretanto, não podemos visualizá-lo como uma pessoa passiva, sem atitudes fortes, que nunca ofendia os outros. Ele demonstrou indignação (Mc 3.5), foi agressivo quando expulsou os cambistas do templo (Jo 2.13-17) e usou termos fortes para expor a hipocrisia e falsa religiosidade dos fariseus e escribas (Lc 13.15; Mt 23). Embora grande parte do povo se agradasse de seus ensinamentos, alguns se ofendiam. Com amor e compaixão, ele procurava atrair as pessoas a Deus; ao mesmo tempo, quando queriam ir embora, ele não tentava impedi-las.


Algumas pessoas que se sentiram ofendidas por Jesus:


1. Os doze discípulos ficaram escandalizados (ofendidos) com a mensagem e a realidade da cruz (Mt 16.22; 17.22,23; 26.31).


2. João Batista ficou ofendido porque o ministério de Jesus não correspondeu às suas expectativas (Mt 11.2-6).


3. A família e os conterrâneos de Jesus ficaram ofendidos porque não conseguiam enxergar além da pessoa que conheciam desde criança (Mt 13.57).


4. Os fariseus e escribas ficaram ofendidos; seu estilo de vida, filosofia de ministério, doutrina e formas de culto foram confrontados e, às vezes, repreendidos pela vida e pelas palavras de Jesus (Mt 15.12,13).


5. Muitos discípulos de Jesus ficaram ofendidos por causa de ensinamentos que não entendiam e que desafiavam seu compromisso com Deus (Jo 6.66); alguns se afastaram e não o seguiram mais.


Por que alguém se ofenderia com Jesus?


1. Dúvida (João Batista - Mt 11.6).


2. Incredulidade (Rm 9.33).


3. Falta de arrependimento, endurecimento (Rm 11.8,9).


4. Desobediência à Palavra (1Pe 2.8).


5. Repreensão por causa do estilo de vida e da incoerência religiosa (os fariseus - Mt 15.1-9).


6. Chamada à vida no Espírito, incompatibilidade com a carne (discípulos – Jo 6.66)


7. Aflição (Mt 13.21; 24.10; 2 Co 11.29).


8. Desprezo de qualidades ou procedências naturais (família e conterrâneos – Mt 13.53-58).


9. Entendimento limitado, consciência fraca (Rm 14.13,21; 1 Co 8.9).


Jesus te abençoe!!

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Fiel Até a Morte

Eles, pois, ... venceram [Satanás] por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram, e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida. Apoc. 12:11.
A dedicação a uma causa, especialmente em face da morte, é uma raridade nos dias de hoje. Existem, entretanto, notáveis exceções. Durante a Segunda Guerra Mundial, apareceu nos jornais ingleses um anúncio solicitando mensageiros voluntários para os encarregados pelos alarmes antiaéreos. Dizia o seguinte: "Rapazes de 16 anos para cima, como mensageiros. Apresentar-se à chefia do alarme antiaéreo."

Derrick Belfall, de apenas 14 anos, sentiu-se chamado a fazer algo por seu país devastado pela guerra e ofereceu os seus préstimos. Foi recusado por causa de sua idade. Sem desistir, apresentou-se repetidas vezes até que, finalmente, foi aceito. Recebeu a incumbência de levar mensagens aos encarregados do alarme antiaéreo em várias partes da cidade. Era costume dele, após retornar de uma "missão", dizer respeitosamente: "Derrick Belfall relatando; entreguei a mensagem."

Certo dia, quando voltava de um de seus compromissos, passou por um prédio que havia sido recentemente demolido por uma bomba. A equipe de resgate trabalhava freneticamente para afastar o entulho.
Derrick ouviu um choro de criança e ofereceu ajuda. Aceitaram.
Desceu ao porão e, tendo encontrado a criança, levou-a para que os membros da equipe de resgate a colocassem fora de perigo. Antes que ele mesmo pudesse pôr-se a salvo, uma parede desabou imprensando-o irremediavelmente. Quando lhe perguntaram se queria enviar um último recado a alguém, ele respondeu: "Digam simplesmente: 'Derrick Belfall relatando; entreguei a mensagem."'

Ao participarmos da guerra contra o mal, nós também nos apresentamos como voluntários para servir a uma causa - e pessoas de todas as idades são bem recebidas; ninguém é rejeitado por ser muito jovem ou muito idoso. Grande número de voluntários antes de nós já ganharam a vitória sobre Satanás, pelo sangue do Cordeiro e a palavra de Seu testemunho.

O nevoeiro do coração partido




É um nevoeiro escuro que aprisiona furtivamente a alma e se recusa a ir embora. É uma neblina silenciosa que esconde o sol e chama as trevas. É uma nuvem pesada que não honra qualquer hora nem respeita quem quer que seja. Depressão, desânimo, desapontamento, dúvida… todos são companheiros desta presença temida.

O nevoeiro do coração partido desorienta a nossa vida. Ele torna difícil ver o caminho. Abaixe as suas luzes. Limpe o pára-brisa. Ande mais devagar. Faça o que quiser, nada ajuda. Quando este nevoeiro nos rodeia, nossa visão fica bloqueada e o amanhã está para sempre distante. Quando esta escuridão ondulada nos envolve, as palavras mais sinceras de ajuda e esperança não passam de frases vazias.

Se você já foi traído por um amigo, sabe o que estou dizendo. Se já foi abandonado por um cônjuge ou um pai, já viu esse nevoeiro. Se já colocou uma pá de terra sobre o caixão de um ente querido ou ficou vigiando junto ao leito de alguém que ama, você reconhece também esta nuvem.

Se já esteve neste nevoeiro, ou está nele agora, pode estar certo de uma coisa — não se encontra sozinho. Até o mais esperto dos capitães da marinha já perdeu o rumo ao aparecer essa nuvem indesejada. Como disse certo comediante: “Se os corações partidos fossem anúncios, todos apareceríamos na televisão.”

Faça um retrospecto dos últimos dois ou três meses. Quantos corações partidos encontrou? Quantos espíritos feridos teve ocasião de observar? Quantas histórias de tragédias chegou a ler?

Minha própria reflexão é cautelosa:

- A mulher que perdeu o marido e o filho num terrível acidente automobilístico.
- A atraente mãe de três crianças que foi abandonada pelo cônjuge.
- O garoto atropelado e morto por um caminhão de lixo, quando saía do ônibus da escola. A mãe, que o esperava, testemunhou a tragédia.
- Os pais que encontraram o filho adolescente morto na floresta atrás de sua casa. Ele se enforcara com o próprio cinto numa árvore.

A lista continua indefinidamente. Tragédias nebulosas. Como cegam nossa visão e destroem os nossos sonhos. Esqueça todas as grandes esperanças de alcançar o mundo. Esqueça todos os planos de mudar a sociedade. Esqueça todas as aspirações de mover montanhas. Esqueça tudo isso. S6 me ajude a atravessar a noite.

O sofrimento do coração partido.

Venha comigo assistir aquela que foi talvez a noite mais enevoada da história. A cena é muito simples, você vai reconhecê-la rapidamente. Um bosque de oliveiras retorcidas. O chão coberto de pedras grandes. Um muro baixo de pedras. Uma noite escura, muito escura.

Veja agora o quadro. Olhe atentamente através da folhagem sombria. Vê aquela pessoa?

Vê aquela figura solitária? O que ele está fazendo? Deitado no chão. O rosto manchado de terra e lágrimas. Os punhos batendo no solo. Os olhos arregalados com o estupor do medo. O cabelo emaranhado por causa do suor salgado. Será aquilo sangue em sua testa?

Esse é Jesus. Jesus no Jardim do Getsêmani.

Você talvez tenha visto o retrato clássico de Cristo no jardim. Ajoelhado junto a uma grande rocha. Um alvo manto. Mãos pacificamente unidas em oração. Um olhar sereno em seu rosto. Um halo sobre a sua cabeça. Um raio de luz do céu, iluminando seu cabelo castanho dourado.

Eu não sou artista, mas posso dizer-lhe algo. O homem que pintou esse quadro não usou o evangelho de Marcos como modelo. Veja o que Marcos escreveu sobre aquela noite penosa:

“Então, foram a um lugar chamado Getsêmani; ali chegados, disse Jesus a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou orar. E, levando consigo a Pedro, Tiago e João, começou a sentir-se tomado de pavor e de angústia. E lhes disse: A minha alma está profundamente triste até à morte; ficai aqui e vigiai.

E, adiantando-se um pouco, prostrou-se em terra; e orava para que, se possível, lhe fosse poupada aquela hora. E dizia: Aba, Pai, tudo te é possível; passa de mim este cálice; contudo, não seja o que eu quero, e sim o que tu queres.

Voltando, achou-os dormindo; e disse a Pedro: Simão, tu dormes? Não pudeste vigiar nem uma hora? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.

Retirando-se de novo, orou repetindo as mesmas palavras. Voltando, achou-os outra vez dormindo, porque os seus olhos estavam pesados; e não sabiam o que lhe responder.

E veio pela terceira vez e disse-lhes: Ainda dormis e repousais! Basta! Chegou a hora; o Filho do Homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores. Levantai-vos, vamos! Eis que o traidor se aproxima.”[1]

Observe estas frases: “Começou a sentir-se tomado de pavor e de angústia.” “Minha alma está profundamente triste.” “E, adiantando-se um pouco, prostrou-se em terra.”

Este parece um quadro de um Jesus santo, repousando na palma de Deus? De modo algum. Marcos usou tinta preta para descrever esta cena. Vemos um Jesus agonizante, lutando e se esforçando. Vemos um “homem de dores”.[2] Vemos um homem enfrentando o medo, em luta com os compromissos e ansiando por alívio.

Vemos Jesus no nevoeiro de um coração partido.

O escritor de Hebreus iria dizer mais tarde, “Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte”.[3]

Que descrição! Jesus sofrendo. Jesus às portas do medo. Jesus não está revestido de santidade, mas de humanidade.

Da próxima vez que o nevoeiro o envolver, você faria bem em lembrar-se de Jesus no jardim. Da próxima vez em que pensar que ninguém compreende, releia o capítulo 14 de Marcos. Da próxima vez que a autopiedade o convencer de que ninguém se importa, vá visitar o Getsêmani. E da próxima vez em que ficar imaginando se Deus realmente percebe a dor que prevalece neste poeirento planeta, ouça-o suplicando entre as árvores retorcidas.

Este é o meu ponto. Ver Deus desse modo faz maravilhas em relação ao nosso próprio sofrimento. Deus jamais foi tão humano quanto nessa hora. Deus jamais esteve mais próximo de nós do que quando sofreu. A Encarnação jamais foi tão cumprida quanto no jardim.

Como resultado, o tempo passado no nevoeiro da dor poderia ser o maior dom de Deus. Poderia ser a hora em que finalmente vemos nosso Criador. E verdade que no sofrimento Deus se assemelha mais ao homem; talvez em nosso sofrimento possamos ver a Deus como nunca antes.

Da próxima vez em que você for chamado para sofrer, observe. Talvez esse seja o ponto mais próximo em que vai estar de Deus. Preste muita atenção. Pode muito bem ser que a mão que se estende para guiá-lo para fora do nevoeiro esteja traspassada.

[1] Marcos 14:32-42
[2] Isaias 53:3
[3] Hebreus 5:7, o grifo é meu.

Max Lucado
Deus te abençoe!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Inverno



Texto bíblico: Mt 16.33

“Como vamos encontrar, neste lugar deserto, comida que dê para toda essa gente?” Esse fora o questionamento dos discípulos em meio a toda escassez que havia no local onde estavam (leia todo o texto). Naturalmente falando era impossível alimentar toda aquela multidão. E esse talvez seja o seu questionamento neste momento: “Jesus, estou no deserto, como irei sobreviver aqui?” Sei que não é fácil passar pelos “desertos da vida”, mas ao passar por eles tenho aprendido algumas coisas, e quero compartilha-las com você. Já ouviu esta frase: “O deserto é o enfim nós”, você e Deus? Pois é, por mais que pareça irônico, será entre você e o Pai esse momento, então em vez de apenas murmurar, amplie a sua intimidade com Ele. Posso dizer,por experiência, que o deserto é um lugar de crescimento, onde o orgulho é tratado. Ele também é um tempo de oportunidades e mudanças.

Creia que Deus tem os caminhos deles na tormenta. Saiba que na vida cristã caminhamos de fé em fé, vencendo uma batalha e prontos para outra. Bem, os discípulos não sabiam como seria possível alimentar uma multidão com apenas sete pães e alguns peixinhos naquele deserto. Parecia impossível, mas eis que ali estava o Deus do impossível. “Todos comeram e ficaram satisfeitos; e os discípulos ainda encheram sete cestos com os pedaços que sobraram. Os que comeram foram quatro mil homens, sem contar as mulheres e as crianças.”

Deserto, tempo de experimentar o milagre, o sobrenatural de Deus, por isso não estacione no deserto, passe por ele louvando! Esse “inverno” que você está experimentando vai acabar e as altas temperaturas virão!